sábado, 21 de março de 2009

Descobertas

Um dia eu descobri que meus pais tinham defeitos, foi aí que eu passei uma fase do game da minha vida.
Um dia eu descobri que o mundo podia ser bem maior que o meu quarto, foi aí que comecei a aventurar, correr riscos.
Um dia eu descobri que ser adolescente tinha suas desvantagens, foi aí que comecei a ser rebelde.
Um dia eu descobri que ter 18 anos não resolvia metade dos meus problemas, foi aí que fiz a minha primeira tatoo, representando a coragem do amadurecer.
Um dia descobri que ter um irmão é a melhor coisa do mundo, foi aí que eu me sentí sozinha por te perder.
Um dia eu descobri que ser maior de idade não trazia independência, foi então que casei e tive um filho.
Um dia eu descobri que ser mãe é ser amor por inteiro, foi então que resolvi me dedicar a alguem como nunca havia feito.
Um dia eu descobri que ter um filho de 6 anos, faltando um mês para os 7 anos, é pura diversão, é realização, é orgulho, é agradecimento.
E ontem eu descobri que sem você na minha vida nada faz sentido.
Meu pequeno principe, ver o seus olhos brilharem por cada descoberta,
Ver você crescer,
Ver você decidir,
Ver você sorrir por cada besteira que falo ou faço,
Ver você compartilhar seus grandes e pequenos segredos,
Ver você cuidar de mim,
É como se os problemas deixassem de existir, a janela se abrisse, o sol iluminasse o meu caminho, e as cores se tornassem mais vibrantes.
Te amo!

Um comentário:

Renata Belmonte disse...

Oi, Carla,
Obrigada pela visita! Fico uito feliz em saber que vc gostou do livro. Muito obrigada mesmo!
Beijos,
Renata