terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Perdas & Ganhos

Acabo de perder minha identidade
Sim!
Perdi! E por incrível que pareça
Estou FELIZ!
Perdi a identidade e não a integridade
O vento a levou
O que era passado, rolou, embolou, parou, voou e caiu morro abaixo
Me deixou de presente o “presente”, a dádiva dada diariamente e unicamente para cada um com o objetivo de torná-lo especial
E, se por algum momento ele passar, deixa de ser presente tornando-se um passado impossibilitado de mudar, virou fato consumado
Bom...agora tenho a certeza de que esse passado, quem em meu nome eu carregava, que estava registrado e inserido na minha vida e que pesava os meus dias, foi embora, suicidou-se, partiu, deixando aflorar minhas origens, renovando meu crescimento
Agora?!
Desejo que não me aches
Desejo que o vento e as águas salgadas a destrua marcando a transformação, transição
Hoje morre a identidade adquirida a pouco e renasce firme e forte a que eu recebi no dia 18 de Setembro de 1981
Vai para longe
Vai em Paz
Apenas vai para nunca mais regressar

2 comentários:

Mariana Chetto disse...

... que bm que vc consegue enxergar o sentido oculto de tudo aque acontece em nossas vidas... Por mais banal que possa parecer, cada acontecimento é especial e significativo... Tudo depende dos olhos de quem vê. E por isso você é tão especial.
Adoro você!

Erica disse...

Viva a liberdade, as experiencias e a sensibilidade e a coragem! Viva eu, viva tu, via o rabo do tatu ahahaha!!
Bjssss