segunda-feira, 4 de maio de 2009

A Saga de um ex coração solitário

Surgiu como um clarão em meio ao escuro de complicações que formava-se ao meu redor, dentre decisões e indecisões, encontros e desencontros.
Chegando aos poucos pela linha invisível de um ligação "on line", trocando depoimentos, frases e alimentando uma curiosidade, fui pega de surpresa.
Quando o Domingo despedia-se da semana fazíamos companhia um ao outro virtualmente, até que por uma vontade partilhada entre nós houve o encontro.
Corações acelerados, sentimentos conturbados, sorrisos e olhares, o tempo passava rápido, sem lenço e sem documentos te acompanhei.
A noite clareava ao raiar do Sol, que anuciava explendorosamente o dia, o corpo cansado preparava-se para ir a sua jornada diária, uma angústia no peito disputava espaço com a felicidade de ter este encontro.
As cartas anunciavam sua chegada, estava despreparada, não o procurava, insistia em algo que acreditava mesmo consciente que não haveria saída e chegaria a este fim.
M E D O - quatro letras que unidas desta forma tem um peso imenso, mais esse sentimento é compreensível quando existem corações feridos.
O Amor precisa ser cultivado, cuidado, adubado, para que cresça forte e frondoso, mais a experiência que me cabe, ele deu um fruto e depois faleceu.
Aí vem você
O que isso que estou a sentir?
Sentir sem pensar,
Querer estar com você todos os minutos do dia
Velar seu sono, sentir seu cheiro, ter você, rir
No silêncio da madrugada olho para as estrelas e luas que tens no quarto e penso: "devo acreditar que estou ali? É verdadeiro?"
Devo acreditar que foi um acaso?
Mais a vida é construida e desconstruída pelos acasos
Para quem já sofreu, várias tentativas de acerto em uma relação, estou na defensiva, acredita no que está acontecendo desejando estar protegida e certa de ser maravilhoso
Nada mais importa, nada é tão bom quanto estar ali, naquele cantinho, naquele pedacinho de sua vida
Como dizer, exteriorizar o que estou a sentir, palavras faladas são sopradas ao vento, o universo as manipulam, por isso fico sem jeito, mais acho lindo as vibrações quando por algum momento encho o peito de coragem e consigo escrever.
Vamos! Estou aqui! Te acompanharei.

Um comentário:

dalhejulia disse...

UHUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!! Arrasooou!!!