quinta-feira, 23 de abril de 2009

Criar, imaginar, fluir...

Criamos mundos complexos, perplexos, conexos
Complicamos o rumo da corrida desvairada da vida
Ficamos perplexos diante de qualquer ação que devemos executar
Somos conexões, estamos conectados, conectamos

Seres enérgeticos vibrando em ondas
Ondas inperceptiveis, insípidas e inodora
O corpo envolvido por coroas de cores emanando diferentes sensações

Sensatos, não somos
Seres insatisfeitos descreve como agimos
Ações lentas para os olhos do tempo
Tic tac Tic tac
O relógio não para

Paramos para a vida quando desistimos
Palavras sem sentido, sem nexo
O que é o dia sem a noite?
O que é o futuro sem o ontem?

Entender, crer, crescer
A vida é cheia de surpresas
Hoje, na desordem cronológica dos pensamentos que vagam a minha cabeça, eu escrevo, é como se o computador sobrecarregasse de informações e fosse prioritário expulsar alguns arquivos.

Palavras na lixeira

Aperto o botão

DELETE

._.._..._....

Um comentário:

dalhejulia disse...

Não deletou NADA, tiaCarliiinha!!! HIAHAIUHIAa
Um comentário vazio no seu post profundo! =DDD