sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Mundo paralelo

Existem acontecimentos em nossa vida ao qual fica dificil explicar ou relatar, momentos pendentes do passado são revividos a todo instante no presente, fiquei dividida e saí do meu eixo de serenidade e razão no momento em que atravessei um portal imaginário e parei em um lugar mágico cercado de flores raras, de arvores centenárias, de construção antiga, de estrada de barro, de povoados longe da civilização moderna, do som do silêncio, do cantar dos pássaros, do latir de um cachorro louco (risos), um lugar simplesmente...simplesmente um lugar... onde a unica tecnologia necessária naquele momento era uma máquina digital para que fossem registrados a expressão de um grupo de amigos que em solenidade reunem-se uma vez ao ano e vivem uma relação de união, competição, força, agilidade, carinho e amor na forma mais pura e intensa.
Fui como forasteira, uma andarilha em busca de novos rumos, de uma aventura transcendental, sem criar espectativas de absolutamente nada, coloquei na mochila o meu ser, puro e sem amarras, que são adquiridas pelo dia a dia, levei tambem a minha caixa preta que captura a sensibilidade daqueles que se permitem vivenciar situações fora do seu cotidiano, conheci pessoas maravilhosas, vivi situações inacreditáveis e despedidas que deixaram saudades.
Precisei voltar e refazer o meu mapa, trilhar novos rumos, estabelecer novas metas, escolher novos caminhos..."THE NEW REAL WORLD".

Um comentário:

Andrea disse...

Lindo, mágico, sereno, real e essencial cada pensar.....parabéns minha amiga de sempre...
Bjos Déa